Sporting

Última hora: Miguel Sousa Tavares

Miguel Sousa Tavares considera que o Sporting foi um justo vencedor no dérbi diante do Benfica. Num artigo de opinião no jornal ‘Record’, o conhecido adepto do Porto arrasou a atuação de Artur Soares Dias e Luís Godinho e defendeu que Hidemasa Morita, Francisco Trincão e Gonçalo Inácio realizaram más exibições. CLIQUE AQUI PARA VER O VÍDEO 

“Vi o ‘dérbi eterno’, como lhe chamam em Lisboa, um jogo não muito bem jogado, que terá cumprido a sua função de decidir o campeonato a favor do Sporting. E com merecimento, pois que se o resultado podia ter caído para qualquer lado, era ao Benfica que cabia fazer mais pelo triunfo, o que não foi capaz de fazer”, começou por referir Miguel Sousa Tavares.

“Destaque nos vencedores, obviamente, para Geny Catamo, um menino de sorriso bonito e chegada fácil à frente, para o indomável Gyokeres, para o bem regressado Pote, para St. Juste e para o imperial Sebastián Coates”, escreveu o comentador.

Artigos relacionados

“Ao contrário, Morita, Trincão e Inácio, muito por baixo. No Benfica, destaque positivo para Di María, Bah e Aursnes, em contraste com António Silva, que vem acumulando más exibições, e para Rafa, um grande jogador que desaparece nos grandes jogos, ao contrário de Di María”, considerou Miguel Sousa Tavares.

“Mas o pior elemento no relvado de Alvalade foi Artur Soares Dias, o pior árbitro possível para os jogos mais importantes. Bom tecnicamente, é um árbitro sem coragem e sem critério disciplinar. Para sempre perguntar-nos-emos que raio de conversa poderá ele ter tido com Di María depois de ele e o VAR terem visto o murro do argentino em Pote e ter optado por nem um amarelo lhe mostrar? Eu imagino a conversa: ‘Olha, tu não és o Pepe, tu és campeão do mundo, não podes fazer coisas dessas! Sabes que já escapaste aqui várias vezes a expulsões, mas caramba, pá, não abuses!’”, finalizou o adepto do Porto.

VER VIDEO || CLIQUE AQUI 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo